COMBATENDO O ENVELHECIMENTO

A preocupação não é só voltada para a Modulação Hormonal e sim para uma boa qualidade de vida. Por isto há necessidade do controle da alimentação e a atenção aos exercícios físicos.

Alimentação, saúde e dietas são pautas diárias de diversos programas exibidos nos principais veículos de comunicação. Inúmeras orientações sobre saúde, alimentação e bem estar são vinculadas pelos jornais, rádio e TV diariamente, a internet também atua como importante ferramenta de disseminação de informações nem sempre confiáveis.

O assunto perda de peso é regularmente debatido por diversos especialistas e encontramos inúmeras prescrições de dietas e suplementos nutricionais com as mais diversificadas finalidades.

Hoje existem evidências científicas que apontam de forma inequívoca o impacto da alimentação saudável na prevenção das mortes prematuras, causadas por doenças crônicas não-transmissíveis, como as doenças cardiovasculares e diabetes. Vale ressaltar que a obesidade, por si só, aumenta o risco dessas e de outras doenças graves.

A alimentação saudável é um dos principais fatores que podem condicionar um aumento da qualidade e da expectativa de vida do ser humano, reduzindo a ocorrência dessas e outras doenças. Além disso, várias mudanças que ocorrem no organismo humano com o processo natural do envelhecimento, bem como doenças comuns podem ser prevenidas ou atenuadas com uma alimentação mais saudável.

Para garantir a melhoria do padrão alimentar, podem ser utilizadas várias estratégias, que são trabalhadas em conjunto. Essas estratégias devem ser individualizadas para auxiliar de forma efetiva na alimentação e, consequentemente no aumento da qualidade de vida.

A dieta é calculada de acordo com características de cada indivíduo: sexo, idade, nível de atividade física, composição corporal (percentual de gordura e massa muscular), dentre outros fatores. E as orientações nutricionais são baseadas nos hábitos de cada indivíduo. Dessa forma, podemos dizer que o alimento é o mais poderoso remédio que existe. É ingerido várias vezes ao dia, e, dependendo da constituição da alimentação (proporção de carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas e minerais), é capaz de acelerar ou retardar o processo de envelhecimento humano.

O equilíbrio alimentar, potenciará sobremaneira os resultados clínicos da modulação hormonal, sendo responsável pela redução do excesso de gordura corporal; eliminação da sensação de fome; elevação da capacidade de reposta ao exercício físico; aumento da capacidade de trabalho e a produtividade; alcance do máximo de saúde e bem estar, e, principalmente, desaceleração de forma consistente do processo de envelhecimento humano.

Adriana de Andrade Gomes
Nutricionista
CRN4-09100789